Relato da Isis* do Rio de Janeiro

A pandemia me trouxe um convite à olhar com mais cuidado minha saúde, e meus cuidados com meu corpo. Nesses um ano e meio, antes das duas doses de vacina, não fui a nenhum médico, incluindo-se aí não fazer os exames preventivos e ginecológicos. Ainda que tenha sentido uma preocupação muito grande de como cuido do meu corpo, com retomada de exercícios físicos, atenção a cada sintoma físico e emocional que pudesse derivar da falta de cuidados específicos. Um dado muito diferente e novo foi o cuidado e preocupação em torno de encontros amorosos e sobre como essa pessoa está se cuidando e se relacionando com os cuidados exigidos pela pandemia. Então, mesmo depois das duas doses tomadas, há uma atenção anterior no que se refere ao comportamento da pessoa com quem eu esteja me envolvendo sexualmente, o que antes não havia.

[*Os nomes são inventados.]

Dados gerais da autora do relato:

#RJ #41anos #Branca #ReligiaoOrigemAfricana #PosGraduaçao #JuntasNaPandemia

Publicado por Grupo RepGen

Grupo de Pesquisa Gênero, Reprodução e Justiça - RepGen. Reúne pesquisadoras da UFBA, Fiocruz e UFRJ.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: