Relato da Thais* de Minas Gerais

Em janeiro de 2020 eu e meu marido decidimos que estávamos prontos para o nosso primeiro filho. Eu conversei com a minha Ginecologista que já me acompanha há anos, e saí do consultório com inúmeros pedidos de exames. Fiz os exames e apresentei o resultado em março 2020, tudo certo para iniciar as tentativas e peguei a receita dos medicamentos de suplementação. Dias depois do anúncio do Covid19, e todos os profissionais de reprodução humana, e o conselho de medicina tinham a mesma afirmação: Não engravidem até que possa ter estudos que relacionam a gestante e o vírus. Parei meu projeto neste instante, continuei me prevenindo com pílulas anticoncepcionais. Os meses se passaram, a pandemia não passou. Em janeiro de 2021, comecei novamente a tentar engravidar, pois já me sentia um pouco mais segura. Porém, depois de 6 meses sem nenhum contraceptivo, nada da gestação. Decidimos que era hora de procurar ajuda médica, e não tivemos nenhum diagnóstico. Perdi o emprego em agosto de 2021 e voltei com os anticoncepcionais, agora não posso engravidar por questões financeiras.

[*Os nomes são inventados.] 

Dados gerais da autora do relato:

#MG #26anos #Branca #Catolica #EnsinoSuperiorIncompleto

Publicado por Grupo RepGen

Grupo de Pesquisa Gênero, Reprodução e Justiça - RepGen. Reúne pesquisadoras da UFBA, Fiocruz e UFRJ.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: