Relato da Lilith* de Pernambuco

Foi um período difícil porque fiquei 4 meses sem sair de casa, muito amedrontada e insegura. Meu companheiro no início da pandemia dizia que eu estava neurótica e não acreditava no perigo do vírus. Perdi uma sobrinha que estava com um câncer muito agressivo e não podíamos ir visitá-la por ela estar com a imunidade muito baixa. Foi um período de muito medo e inquietações, mas cá estamos vivos e fortes, às vezes digo aos meus parentes e amigos que somos heróis da resistência. A vida sexual foi abalada pois meu companheiro teve depressão quando percebeu que a pandemia tinha vindo para ficar. Agradeço à Fiocruz pela seriedade e compromisso pelo empenho na luta para a fabricação da vacina.

[*Os nomes são inventados.]

Dados gerais da autora do relato:

#PE #68anos #Branca #NaoTemReligiao #EnsinoMedioIncompleto #JuntasNaPandemia

Publicado por Grupo RepGen

Grupo de Pesquisa Gênero, Reprodução e Justiça - RepGen. Reúne pesquisadoras da UFBA, Fiocruz e UFRJ.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: