Relato da Maroca* de São Paulo

No ano de 2020, tentei cuidar da minha saúde em casa. Foi um ano que não fui a consultas médicas. Em 2021, mais segura, com mais informações sobre cuidado e proteção, consegui realizar meus exames e consultas periódicas relacionados às especialidades: ginecologia, endocrinologia e oftalmologia. Em 2021, conheci uma pessoa, por meio do trabalho remoto e comecei a me relacionar com a mesma, inclusive com alguns encontros mais íntimos. O método utilizado foi o preservativo masculino. Não pretendo ter filhos. Minha autoestima está comprometida, junto com a minha saúde mental. O retorno à prática de atividades físicas e retorno presencial ao trabalho (modelo híbrido) tem ajudado. Sinto que preciso de terapia. Ainda fico muito tempo sozinha, presa em casa. Moro sozinha.

[*Os nomes são inventados.]

Dados gerais da autora do relato:

#SP #41anos #Branca #Catolica #PosGraduaçao #JuntasNaPandemia

Publicado por Grupo RepGen

Grupo de Pesquisa Gênero, Reprodução e Justiça - RepGen. Reúne pesquisadoras da UFBA, Fiocruz e UFRJ.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: