Relato da Michele* de Minas Gerais

A pandemia foi algo surreal e inesperado no mundo. Veio pra mostrar a fragilidade do ser humano e quanto somos vulneráveis. Meu filho nasceu em novembro de 2019, então o boom da pandemia eu vivi de licença maternidade, foi estranho. Meus familiares foram conhecer meu filho com quase um ano e outros ainda não o conhecem. Não foi tão difícil no casamento, graças a Deus. Mas o maternar e retorno ao trabalho foi tenso. Tive crises de ansiedade e meu leite secou. Não pude mais amamentar, pra mim o pior da pandemia. Mantive meus cuidados ginecológicos, mas não utilizo nenhum método contraceptivo hormonal há mais de 6 anos. E por aqui tem dado certo. Então é isso. Obrigada por nos darem esse espaço.

[*Os nomes são inventados.]

Dados gerais da autora do relato:

#MG #34anos #Preta #Evangelica #PosGraduaçao

#JuntasNaPandemia

Publicado por Grupo RepGen

Grupo de Pesquisa Gênero, Reprodução e Justiça - RepGen. Reúne pesquisadoras da UFBA, Fiocruz e UFRJ.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: